Mercado de trabalho cearense deve abrir 69 mil vagas em 2022; veja principais áreas



Após mais de seis meses da reabertura econômica no Ceará após a segunda onda da pandemia, o Estado sente o início da recuperação especialmente no mercado de trabalho. Apesar de ter apresentado um saldo positivo em praticamente todos os meses (até setembro), a taxa de desemprego continua alta.

Contudo, com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e os investimentos estaduais, a expectativa dos setores é de que em 2022 sejam vivenciadas boas perspectivas da geração de emprego. Conforme projeção do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine-IDT), o mercado de trabalho cearense tem abertura para captar 69 mil vagas no próximo ano.

Os últimos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que, no segundo trimestre deste ano, foram contabilizadas 563 mil pessoas desempregadas no Ceará, com taxa de desocupação em 15%. Em comparação com o mesmo período de 2020, o número absoluto é 30% maior.



“Nós acreditamos que o Ceará, assim como vários estados do País, tem adotado uma retomada da economia gradual, responsável e muito condicionada ao avanço da cobertura vacinal, o que dá uma segurança aos empresários cearenses para que possam criar novas vagas”, afirma Vladyson Viana, presidente do IDT.

O saldo total de abertura de vagas, considerando os meses de janeiro a setembro, é de mais de 75,3 mil, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O comportamento foi positivo ao longo do ano, com saldo negativo apenas em março.

“Em dezembro há uma menor criação de geração de trabalho, os postos de trabalho temporários são criados durante setembro e outubro. Isso vai reverberar em 2022. Para além dessa segurança sanitária, há condições para que haja um movimento espontâneo com a criação de novos postos e negócios”, diz.


Veja os principais empregadores em 2022 no Ceará:

Setor de tecnologia
Segmento de Hub de Hidrogênio e Energias Renováveis
Indústria de calçados
Atacarejos
Bares, restaurantes e turismo
Área da saúde
Construção civil







FONTE - DIÁRIO DO NORDESTE

Outras Notícias

Izolda Cela anuncia redução de 18% para 15% no ICMS do etanol no Ceará

A governadora Izolda Cela assinou nesta segunda-feira (1°) um projeto de lei que reduz de 18% para 15% o Imposto sobr...

Beneficiários com NIS final 9 recebem hoje Auxílio Brasil

A Caixa Econômica Federal paga hoje (28) a parcela de julho do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Ins...

Petrobras aprova nova diretriz de formação de preços dos combustíveis no mercado interno

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou, em reunião realizada nesta quarta-feira, 27, a Diretriz de Form...

Governo federal prorroga prazo para atualização do Cadastro Único

Em meio às filas para a atualização do Cadastro Único pelo país, o governo federal prorrogou o prazo para os bras...