Datafolha: Lula segue à frente de Bolsonaro e, no 2º turno, tem 56% contra 31%



Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira (17) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo" revela os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2022. Lula manteve a liderança em relação a Bolsonaro. No segundo turno, o ex-presidente tem 56% contra 31%. Lula também ganha nas simulações de disputa com os outros candidatos no segundo turno. Já Bolsonaro perde nos cenários pesquisados.

A pesquisa ouviu 3.667 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro em 190 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

Pesquisa estimulada de intenções de voto no 1º turno

CENÁRIO A

Lula (PT): 44% (46% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 26% (25% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes (PDT): 9% (8% na pesquisa anterior)
João Doria (PSDB): 4% (5% na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3% (4% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)




CENÁRIO B

Lula (PT): 42 (46% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 25% (25% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes (PDT): 12% (9% na pesquisa anterior)
Eduardo Leite (PSDB): 4% (3% na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 2% (5% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)




CENÁRIO C

Lula (PT): 44%
Jair Bolsonaro (sem partido): 26%
Ciro Gomes (PDT): 11%
João Doria (PSDB): 6%
Em branco/nulo/nenhum: 11%
Não sabe: 1%




CENÁRIO D

Lula (PT): 42%
Jair Bolsonaro (sem partido): 24%
Ciro Gomes (PDT): 10%
João Doria (PSDB): 5%
José Luiz Datena (PSL): 4%
Simone Tebet (MDB): 2%
Aldo Rebelo (sem partido): 1%
Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
Em branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe: 2%




Os cenários C e D não foram incluídos nas pesquisa anterior. Esta é a terceira pesquisa Datafolha para as eleições de 2022 desde que Lula recuperou os poderes políticos.

Pesquisa espontânea de intenções de voto no 1º turno

Lula (PT): 27% (26% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 20% (19% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes (PDT): 2% (2% na pesquisa anterior)
Outros: 3% (2% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 10% (7% na pesquisa anterior)
Não sabe: 38% (42% na pesquisa anterior)


Veja, abaixo, simulações de 2º turno:

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Lula e Bolsonaro

Lula (PT): 56% (58% na pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 31% (31% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 13% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)




Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Lula e Doria

Lula (PT): 55% (56% na pesquisa anterior)
Doria (PSDB): 22% (23% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 22% (20% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Bolsonaro e Ciro

Ciro (PDT): 52% (50% pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 33% (34% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 15% (15% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)



Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Bolsonaro e Doria

Doria (PSDB): 46% (46% na pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 34% (35% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 19% (18% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)



Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Ciro Gomes e Lula

Lula (PT): 51%
Ciro gomes (PDT): 29%
Em branco/nulo/nenhum: 19%
Não sabe: 1%

A pesquisa também apontou os índices de rejeição. Veja abaixo:

Índice de rejeição:

Jair Bolsonaro: 59% (59% na pesquisa anterior)
Lula: 38% (37% na pesquisa anterior)
João Doria: 37% (37% na pesquisa anterior)
Ciro gomes: 30% (31% na pesquisa anterior)
José Luiz Datena: 19% (não incluído na pesquisa anterior)
Eduardo Leite: 18% (21% na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta: 18% (23% na pesquisa anterior)
Rodrigo Pacheco: 17% (não incluído na pesquisa anterior)
Aldo Rebelo: 15% (não incluído na pesquisa anterior)
Alessandro Vieira: 14% (não incluído na pesquisa anterior)
Simone Tebet: 14% (não incluído na pesquisa anterior)
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 2% (2% na pesquisa anterior)
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 1% (2% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (2% na pesquisa anterior)

Nesse ponto, o entrevistado pode responder mais de um candidato, por isso a soma entre todos os índices não resulta em 100%. A pergunta do instituto é: "Em quais desses possíveis candidatos (o cartão é mostrado) você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente da República em 2022? E qual mais?"

Bolsonaro tem altos índices de rejeição entre estudantes (73%) e evangélicos (44%). Lula é mais rejeitado entre os preferem o PSDB (74%) e ente homossexuais/bissexuais (16%). Doria é tem altos índices de rejeição entre os que ganham mais de 10 salários mínimos (45%) e entre as donas de casa (26%. Ciro Gomes é mais rejeitado entre os que preferem outro partido que não seja PT, PSDB, MDB e PSol (36%) e entre moradores do Sul (22%)

Entre aqueles que votaram em Bolsonaro em 2018, 26% dizem rejeitar seu nome para a disputa presidencial de 2022, e 68% não votariam de jeito nenhum em Lula.





FONTE: G1

Outras Notícias

CONFIRA O QUE FOI DESTAQUE NO JORNAL NOTICIAS DA MANHÃ, COM ORLANDO ANCHIETA E NILTON OLIVEIRA. EDIÇÃO 21 DE SETEMBRO DE 2021

- Ceará recebe 91.500 doses de vacinas contra a covid-19. - Governo zera imposto de remédios para câncer. - D...

Município de Novo Oriente-CE zera casos confirmados de Covid-19

A cidade cearense, localizada a 400km da Capital Fortaleza registrou na noite de ontem (31) nenhum caso de Covid-19 n...

INSS: o que muda nas regras para pedir aposentadoria e pensão em 2021

A reforma da previdência completou um ano em novembro de 2019 e trouxe uma série de mudanças para o brasileiro conseg...

Sesa prepara processo de vacina contra a Covid; Prefeituras devem cadastrar locais e vacinadores

As secretarias de Saúde dos 184 municípios do Ceará devem fazer um novo registro dos vacinadores das unidades de saúd...